Atletas mirins de Itajubá conquistam título inédito de “Mestre Nacional do Xadrez”

Prefeitura intensifica obras para atender demandas da população
agosto 10, 2020
BOLETIM DIÁRIO 10/08 – Confira os últimos dados relacionados ao coronavírus em Itajubá
agosto 10, 2020

Atletas mirins de Itajubá conquistam título inédito de “Mestre Nacional do Xadrez”

Print Friendly, PDF & Email

Depois de um excelente desempenho no Campeonato Brasileiro de Xadrez Escolar 2020, realizado de forma remota nos dias 25 e 26 de julho, três atletas de Itajubá conquistaram um feito inédito para a cidade: eles receberam o título de “Mestre Nacional” pela Confederação Brasileira de Xadrez (CBX), órgão máximo do esporte no Brasil.

São eles: André Britto (campeão na categoria 3º ano do Ensino Fundamental I), Enzo Almeida (categoria 5º ano do Ensino Fundamental I) e Giovanna Almeida Magalhães (campeã na categoria Pré-Escolar), sendo considerada a atleta mais nova da história do Xadrez Nacional a se tornar Mestre com apenas 4 anos de idade. Itajubá ainda conta com outro atleta titulado, Renan Morais (8º ano do Ensino Fundamental II), que é candidato a Mestre Internacional.

Segundo o professor de Xadrez do Curso G9, Antônio Martins (Toninho), o título de “Mestre Nacional” é geralmente concedido aos jogadores que obtiveram excelente desempenho em torneios importantes ou que alcançaram pontuação alta no ranking da Federação Internacional e da Confederação Brasileira. “Como o Campeonato Brasileiro de Xadrez Escolar 2020 foi disputado de forma mista, ou seja, alunos da Educação Infantil disputaram com alunos até do 4º ano do Ensino Fundamental, a CBX entendeu que os respectivos campeões em cada categoria de ano escolar deveria receber tal honraria tendo em vista a dificuldade encontrada pela disparidade na idade dos atletas”, disse.

Para Toninho, esta conquista é um marco para Itajubá, uma vez que o município nunca teve um “Mestre do Xadrez” que fosse da própria cidade. “Estou muito feliz com mais essa conquista de nossos alunos. Acredito que a Confederação Brasileira de Xadrez está no caminho certo ao incentivar e dar a chance para que as crianças com talento para o esporte tornem-se referência desde muito cedo”, finalizou.

* Com informações e fotos do Curso G9

 

Os comentários estão encerrados.