Governo Federal e Caixa lançam site e aplicativo para solicitar renda emergencial

Vacinação contra gripe retorna hoje ao meio-dia
abril 7, 2020
BOLETIM DIÁRIO 07/04: confira aqui os DADOS OFICIAIS sobre o Coronavírus em Itajubá
abril 7, 2020

Governo Federal e Caixa lançam site e aplicativo para solicitar renda emergencial

Print Friendly, PDF & Email

Benefício de R$ 600 começará a ser pago já na próxima quinta-feira

Foram lançados nesta terça-feira, 7 de abril, o site da Caixa e aplicativos de iPhone Android para que os trabalhadores informais, autônomos, microempreendedores individuais (MEI) e contribuintes da Previdência que ainda não tenham informações no Cadastro Único (CadÚnico) possam solicitar a renda emergencial do Governo Federal. Assista ao vídeo abaixo e confira o passo a passo.

A primeira parcela do auxílio emergencial de R$ 600,00 deverá ser paga já na próxima quinta-feira, 9 de março, para pessoas inscritas no CadÚnico com conta no Banco do Brasil ou poupança na Caixa Econômica Federal. Para os clientes dos demais bancos, o pagamento será feito a partir do dia 14 deste mês.

O cadastramento também é necessário para as pessoas que não estavam no CadÚnico até o dia 20 de março. Quem não sabe se está no CadÚnico pode conferir a situação ao digitar o número do CPF no aplicativo. O aplicativo pode ser baixado gratuitamente, mesmo pelas pessoas sem crédito no celular pré-pago.

Quem está no Bolsa Família ou outros programas do Governo Federal não precisa fazer o cadastro. No caso dos beneficiários do Bolsa Família, o pagamento seguirá o calendário normal do programa.

Quem tiver dificuldades para realizar o cadastramento poderá tirar dúvidas pela central 111 disponibilizada pela Caixa.

QUEM TEM DIREITO

Para ter acesso ao auxílio emergencial, o beneficiário deve cumprir TODOS os requisitos abaixo:

  • Ser maior de 18 anos
  • Não ter emprego formal
  • Não receber os seguintes benefícios: previdenciário, assistencial, seguro-desemprego, Programa de Transferência de Renda Federal (Bolsa Família não impede receber Auxílio Emergencial)
  • Ter renda familiar total de até até R$ 3.135,00 ou R$ 522,50 por pessoa
  • Não ter recebido rendimentos tributáveis, no ano de 2018, acima de R$ 28.559,70
  • Exercer atividades em uma das seguintes condições: Microempreendedor Individual (MEI), contribuinte individual ou facultativo do Regime Geral de Previdência Social ou ser trabalhador informal

A lei aprovada no Congresso e sancionada pelo presidente Jair Bolsonaro determina a cobertura emergencial por três meses. Nos próximos dias a Caixa dará mais detalhes do pagamento do auxílio emergencial. Um decreto regulamentando essas operações também deverá ser publicado ainda nesta terça-feira em edição extra do Diário Oficial da União.

Fonte: Agência Brasil

 

 

 

Os comentários estão encerrados.