Grupo de Pesquisas Sinapse DDMX Labs: iniciativa estimula pesquisas e o desenvolvimento de novas tecnologias no Município

Publicado por SECOM em: 07/12/2017


Itajubá vem se destacando no cenário nacional quando se trata de empreendedorismo e inovação. A empresa DDMX, uma das líderes em soluções tecnológicas para otimização de operações logísticas de campo, e a Universidade Federal de Itajubá (UNIFEI) firmaram uma parceria por meio da qual lançaram o Grupo de Pesquisas Sinapse DDMX Labs, no dia 28 de novembro. O lançamento ocorreu na sala Sinapse, no Campus da Unifei em Itajubá.

O Grupo de Pesquisas Sinapse DDMX Labs é direcionado aos estudantes que quiserem trabalhar com pesquisas ou aprofundar seus trabalhos de iniciação científica, conclusão de curso, mestrado ou doutorado. Além de ajuda de custo (bolsa de estudos), os universitários contam com toda a infraestrutura para atuar no desenvolvimento das novas tecnologias. A DDMX - empresa graduada pela Incubadora de Empresas de Base Tecnológica de Itajubá (INCIT) - é um modelo clássico americano em que os profissionais formados pelas universidades tecnológicas retornam para as instituições, empreendendo e gerando retorno para as mesmas.

Questionado sobre como funcionará o Grupo de Pesquisas, na prática, o diretor executivo da DDMX, Rafael Perez Pagan, explica que alunos da área de Exatas, dos cursos de Engenharia, Matemática, Física, entre outros, podem participar; e que pela abrangência que o tema Big Data Analytics tem atualmente na sociedade, é possível que haja alunos de outras áreas que poderão realizar pesquisas em design de apresentação de resultados, proposições de hipóteses comportamentais, teste de padrões sócio-econômicos, auxílio a tomada de decisão gerencial, entre diversos outros temas. -Por enquanto, os alunos não atuam diretamente dentro da empresa. O nosso intuito é que, com o tempo, alguns destes alunos venham a trabalhar conosco em forma de estágio ou quando se formarem-, diz.

As startups, como é o caso da DDMX, têm impactado significativamente na economia do Município. O secretário municipal de Ciência, Tecnologia, Indústria e Comércio, Fernando Bissacot, destaca que esse movimento de empresas startups cresceu 60% de 2016 para 2017, gerando, atualmente, 360 empregos diretos bem como uma riqueza de R$ 40 milhões. A Prefeitura de Itajubá, por meio da Secretaria Municipal de Ciência, Tecnologia, Industria e Comércio (SMICT), apoia o Grupo de Pesquisas Sinapse DDMX Labs e parabeniza a todos os envolvidos pela iniciativa.

Mais imagens no Facebook/prefeituraitajuba

Fonte: DDMX

Crédito das Fotos: Assessoria DDMX



Evento de lançamento ocorreu na sala Sinapse, na Unifei

Alunos da área de Exatas, dos cursos de Engenharia, Matemática, Física, entre outros, podem participar

O Grupo de Pesquisas é direcionado aos estudantes que quiserem trabalhar com pesquisas ou aprofundar seus trabalhos de iniciação científica, conclusão de curso, mestrado ou doutorado