Conjuntivite: saiba como prevenir

Publicado por SECOM em: 03/04/2018


A Prefeitura de Itajubá informa que há um aumento do número de casos de conjuntivite no município e que para evitar que haja mais casos - 96 foram registrados até o momento - a Secretaria Municipal de Saúde (SEMSA) está orientando a população sobre como se prevenir.

Segundo informações da Secretaria de Saúde, foram repassadas orientações de como se proteger e/ou de como evitar a propagação da conjuntivite para as unidades e Estratégias Saúde da Família, para as escolas municipais e particulares, além do Hospital Escola da Faculdade de Medicina de Itajubá (HE FMIt) e da Santa Casa de Misericórdia de Itajubá.

Segundo a referência técnica do Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde (CIEVS Minas), Soraia Zardini de Morais, no caso da conjuntivite viral, é recomendado que o paciente se afaste temporariamente de ambientes coletivos. Além disso, recomenda-se que o paciente evite atividades de grupo enquanto a secreção ocular estiver presente, como o uso de piscinas. Lentes de contato também não são recomendadas, além de ser necessário limpar as superfícies que foram tocadas por pessoas com conjuntivite com água e sabão e, posteriormente, com álcool 70%. Lembrando que todo caso de conjuntivite deve ser encaminhado ao serviço de saúde para diagnóstico e orientações para o tratamento e controle da doença.

Sobre a doença

A conjuntivite caracteriza-se por olhos avermelhados (hiperemia da conjuntiva), lacrimejamento, pálpebras inchadas e avermelhadas, secreção esbranquiçada em pouca quantidade, sensação de areia nos olhos. São autolimitadas e com duração de aproximadamente 15 dias até a evolução para a cura. Pode ser causada por reações alérgicas a poluentes ou substâncias irritantes (poluição, fumaça, cloro de piscinas, produtos de limpeza ou de maquiagem etc.). A mais comum delas é a conjuntivite primaveril, ou febre do feno, geralmente causada por pólen espalhado no ar. A conjuntivite pode ser causada, também, por vírus e bactérias.

A transmissão ocorre de pessoa a pessoa, principalmente, por objetos contaminados (equipamentos oftálmicos, toalhas, travesseiros, lenços, lápis, copos etc.), quando não são observados cuidados de higiene pessoal. Dissemina-se, rapidamente, em ambiente fechado como escola, creche, escritório, fábricas.

Para evitar a conjuntivite:

- Nunca compartilhe itens pessoais, como maquiagem, travesseiros, óculos e toalhas de mão/rosto.
- Cubra o nariz e a boca quando tossir ou espirrar e evite esfregar ou tocar os olhos
- Nunca compartilhe suas lentes de contato com outra pessoa e pare de usar se começar a apresentar os sintomas;
- Lave as mãos frequentemente, especialmente quando passar tempo na escola ou em outros lugares públicos;
- Mantenha acessível um desinfetante manual (por exemplo, álcool gel) e use-o com frequência;
- Limpe sempre as superfícies com um antisséptico apropriado;
- Se você sabe que sofre alergias sazonais, pergunte ao seu médico o que pode ser feito para minimizar seus sintomas antes de começar;
- Ao nadar, use óculos de natação para se proteger de bactérias e outros microrganismos na água;
- Ande sempre com lenços de papel para secar ou limpar os olhos e jogue-os fora após o uso.

Acesse o link e obtenha mais informações sobre a prevenção.
INFORME TÉCNICO