Prefeitura vai definir tarifa dos taxímetros por meio de planilha

Publicado por SECOM em: 26/02/2014


A Prefeitura de Itajubá está na fase final do processo de licitação das permissões de exploração do serviço de táxi na cidade. Uma das novidades do serviço será a implantação dos taxímetros, que é uma exigência para municípios com mais de 50 mil habitantes, mas que nunca foi cumprida em Itajubá.
Para a implantação da cobrança pelo taxímetro, com uma remuneração justa para taxistas e consumidores, o Procon de Itajubá propôs ao Departamento de Trânsito de Itajubá - Detranit que a composição da tarifa seja realizada com base nos custos totais gerados pelos serviços.
A tarifa será composta usando como ponto de partida os custos fixos e variáveis do serviço como, por exemplo, os valores de depreciação dos veículos, gastos com combustível, manutenção e ainda a criação de um valor referencial de veículo da atual frota. Com esses dados, o município passará a ter um histórico de custos, que permitirá inclusive a tomada de decisões futuras para possíveis reajustes.
Para coletar os dados, cada taxista permissionário recebeu uma planilha a ser preenchida com todas as despesas fixas e variáveis; essa deverá ser entregue ao Detranit.

Diretor de trânsito Renato Moraes

Servidora do Procon responsável pelo projeto, Giselly Fernanda Silva Manso

Diretor do Detranit, Renato Moraes, explica importância do taxímetro

Advogado Patrick Cesário explica

Taxistas acompanham explanação sobre composição de tarifa

Diretor de trânsito Renato Moraes

Servidora do Procon responsável pelo projeto, Giselly Fernanda Silva Manso

Diretor do Detranit, Renato Moraes, explica importância do taxímetro

Advogado Patrick Cesário explica

Taxistas acompanham explanação sobre composição de tarifa