Golpe da lista telefônica volta a ter registro no PROCON de Itajubá

Publicado por SECOM em: 26/06/2014


O golpe que consiste em uma ligação de uma pessoa educada, normalmente nas trocas de turnos ou quando o responsável não esta presente, pede para que se confirmem alguns dados, com o levar da conversa a pessoa oferece publicidade em uma lista telefônica impressa ou online, informando que será de forma gratuita. O funcionário sem saber que esta sendo enganado, aceita a oferta e em seguida é enviado um contrato por email ou fax, pedindo para que seja assinado e reenviado, ocorre que alguns dados do contrato são alterados e meses depois começa a chegar boletos de cobranças, que chegam a valores absurdos, fazendo com que a empresa sofra ameaças.
O funcionário com medo de que o nome da empresa seja negativado e de que seu patrão o mande embora, por muitas vezes faz o pagamento e o continua fazendo. Porem as empresas que praticam esse crime, quase que em sua maioria, são empresas fantasmas, com isso as vítimas passa a nunca ter o serviço.
O “golpe da lista telefônica” é considerado crime de estelionato, visto que se trata de uma fraude, pois mantém uma vantagem de forma ilícita sobre a vítima.
A recomendação que o PROCON faz é para que não se forneça os dados pelo telefone, apenas por vias confiáveis, para atendentes devidamente identificados, que os documentos não sejam assinados sem verificar sua procedência e que não o assine sem uma boa consulta, a não ser que a empresa seja de confiança e ainda sim é preciso ficar atentos aos dados preenchidos e ficar espertos a esse tipo de contato. Caso o consumidor caia no golpe é orientado a registrar um boletim de ocorrência na Policia Civil, não ceder às ameaças e procurar o PROCON, onde em sua maioria os contratos são anulados e resolvidos.