Covid-19: Profissionais da saúde acima de 40 anos serão vacinados nesta sexta-feira, 12 de fevereiro

Prefeitura de Itajubá promove reunião para alinhar ações de proteção e defesa civil
fevereiro 11, 2021
BOLETIM DIÁRIO 11/02/21 – Confira os últimos dados relacionados ao coronavírus em Itajubá
fevereiro 11, 2021

Covid-19: Profissionais da saúde acima de 40 anos serão vacinados nesta sexta-feira, 12 de fevereiro

Print Friendly, PDF & Email

Hoje, quinta-feira, teve início a vacinação dos idosos a partir de 90 anos e  profissionais da saúde acima de 50 anos

Seguindo as diretrizes do Plano Nacional de Operacionalização do Ministério da Saúde, a Prefeitura de Itajubá vai vacinar nessa sexta-feira, 12 de fevereiro, os profissionais da saúde com 40 anos ou mais que trabalham em clínicas e consultórios particulares do município como médicos, dentistas, nutricionistas, farmacêuticos, psicólogos, fisioterapeutas, veterinários, entre outros. A vacinação ocorrerá entre 16h e 20h em dois pontos de “drive thru”: Parque da Cidade e Praça da Imbel. Também por sistema de vacinação no carro, foi vacinado nesta quinta-feira, 11, o mesmo grupo de profissionais, porém com idade superior a 50 anos.

Mais cedo, os idosos acima de 90 anos começaram a receber a vacina em suas casas. A aplicação está sendo feita em parceria com a Faculdade Wenceslau Braz (FWB). Para receber as doses, eles devem entrar em contato com o postinho de saúde mais próximo e deixar nome e endereço.

No “drive thru”, o atendimento é feito por ordem de chegada. Os profissionais da saúde precisam apresentar documento de identificação com foto e carteira do referido conselho profissional. É importante frisar que a ampliação dos profissionais da saúde será gradativa, conforme a disponibilidade dos imunizantes.

A priorização dos idosos de 90 anos neste momento torna-se necessária devido à indisponibilidade imediata de vacinas para todos os grupos mais vulneráveis às complicações. Segundo a Secretaria de Estado de Saúde (SES-MG), idosos com mais de 90 anos têm risco 18,3 vezes maior de vir a óbito que o restante da população e um risco de 8,5 vezes maior de serem hospitalizados.

 

 

Os comentários estão encerrados.