Prefeito e Vice-Prefeito orientam e conscientizam empresários sobre importância de cumprir regras do Minas Consciente

Minas Consciente: Itajubá estará na “onda vermelha” de 6 a 12 de fevereiro
fevereiro 4, 2021
Dúvidas sobre o Programa Minas Consciente e a “Onda Vermelha”?
fevereiro 4, 2021

Prefeito e Vice-Prefeito orientam e conscientizam empresários sobre importância de cumprir regras do Minas Consciente

Print Friendly, PDF & Email

Encontro reuniu proprietários de bares e restaurantes e representantes de hotéis

Na tarde desta quarta-feira, 3 de fevereiro, o Prefeito de Itajubá, Christian Gonçalves, e o Secretário Municipal de Saúde e Vice-Prefeito, Dr. Nilo Baracho, se reuniram com representantes de bares, restaurantes e hotéis da cidade, assim como a CDL e a ACIEI, para orientar e conscientizar os empresários sobre a importância de cumprir as regras do Programa Minas Consciente. Com a modernização do Programa do Governo do Estado de Minas Gerais, Christian e Dr. Nilo anunciaram também o cancelamento do decreto municipal que proibia música ao vivo, entre outras atividades de entretenimento, nos estabelecimentos.

A reunião contou com a presença dos vereadores Tenente Melo e Rafael Rodrigues e de representantes das entidades classistas do comércio itajubense como Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) de Itajubá; Associação Comercial, Industrial e Empresarial de Itajubá (ACIEI) e Sindicato dos Hotéis, Bares e Restaurantes de Itajubá e Região (SindHBR); das forças de segurança como a Guarda Civil Municipal e a Polícia Militar; e da Vigilância Sanitária.

A modernização do Minas Consciente passou a permitir o funcionamento de todas as atividades econômicas mesmo que a cidade esteja classificada na onda vermelha, a mais restritiva do Programa. O que muda são as regras de distanciamento e a capacidade máxima de pessoas por estabelecimento em cada onda, evitando riscos acentuados à saúde da população. Com a flexibilização, o município também cancelou o decreto municipal que proibia atividades de entretenimento, liberando shows ao vivo e brinquedotecas nos bares e restaurantes da cidade.

Christian pediu a colaboração dos empresários para que o Minas Consciente seja seguido à risca. “Sabemos que a economia precisa ser movimentada e os músicos precisam trabalhar. Por outro lado, todos são responsáveis pela saúde da cidade. Os empresários devem se comprometer com o controle do fluxo de pessoas nos seus estabelecimentos, fazer a medição da temperatura e higienização das mãos dos clientes logo na entrada e respeitar o distanciamento de acordo com a onda. Todos devem fazer a sua parte”, frisou Christian.

Dr. Nilo reforçou que a permissão do entretenimento nos bares exige cuidado redobrado dos empresários, já que devem sempre observar e orientar os seus clientes para que cumpram as determinações. “O problema não é a música ao vivo, mas sim a falta de conscientização de algumas pessoas. Precisamos evitar qualquer tipo de aglomeração que coloque em risco a saúde pública”, orientou Nilo.

Quem descumprir as normas estabelecidas pelo Minas Consciente estará sujeito a multa, interdição total da atividade e suspensão e/ou cassação do alvará de localização e funcionamento.

 

Os comentários estão encerrados.