Teatro Christiane Riera terá apresentações artísticas em formato de “LIVE”

Em ação conjunta, Prefeitura captura 22 quatis na área urbana de Itajubá
junho 4, 2020
BOLETIM DIÁRIO 04/06 – Confira os últimos dados relacionados ao coronavírus em Itajubá
junho 4, 2020

Teatro Christiane Riera terá apresentações artísticas em formato de “LIVE”

Print Friendly, PDF & Email

Público também poderá apreciar obras expostas no local de forma online

O Teatro Municipal Christiane Riera está “reabrindo as portas” de forma online com o projeto “O Teatro vai até você”. A Prefeitura está programando diversas atrações artísticas para o entretenimento da população, que poderá assistir as apresentações em formato de “LIVE” no conforto de casa, respeitando o distanciamento social necessário em tempos de pandemia do coronavírus.

As atrações confirmadas são: “Beto e Banda”, “Vinil Retrô”, “DJs Achilles e Flávio Storino”, “Circo Mágico e o Palhaço” e “Circuito das Danças”. Confira abaixo a programação completa das LIVES, com dias, horários e locais de transmissão.

EXPOSIÇÃO ONLINE

O Teatro Municipal Christiane Riera também está recebendo exposições de arte que poderão ser “visitadas” de forma online na página oficial do Teatro no Facebook. No momento, estão expostas as obras dos artistas plásticos Mathilde Sá Pires e Carlos Alberto da Silva. Para visualizá-las, CLIQUE AQUI.

SOBRE OS ARTISTAS

Mathilde é autodidata e admiradora de obras de Marc Chagall, Paul Gauguin e Candido Portinari, entre outros. Descobriu o gosto pela arte logo aos 6 anos de idade, mas só na fase adulta desenvolveu o dom através da pintura e colagem. “Criei meu próprio estilo para expressar meus sentimentos e emoções. Não me preocupo em retratar o aparente, descarto o explícito. Prefiro que imaginem”, revela a artista.

Carlos também foi influenciado na infância pelo pai Pedro Silva, que era pintor de paredes. Desenvolveu seus primeiros desenhos utilizando giz de cera e, por muito tempo, trabalhou como artista amador até que, em 2006, fez sua primeira mostra de artes. “Hoje tenho mais de 600 telas produzidas e estou em constante evolução. Desenvolvo um trabalho abstrato e objetivo, buscando preservar a origem do gênero. Nesta mostra quero envolver o público em um abstracionismo geométrico direto e sem esboço”, conta.

 

 

 

Os comentários estão encerrados.