Prefeitura intensifica ações de bloqueio químico contra a Dengue em Itajubá

CEMIG reforça acordo para implantação do Laboratório de Alta Tensão em Itajubá
fevereiro 20, 2020
“Remédio da Terra”: programa entrega novas cestas a famílias carentes
fevereiro 20, 2020

Prefeitura intensifica ações de bloqueio químico contra a Dengue em Itajubá

Print Friendly, PDF & Email

Mutirão de combate ao Aedes aegypti continuará durante o Carnaval

Preocupada com a saúde e o bem-estar da população, a Prefeitura de Itajubá tem intensificado, nos últimos dias, as ações de bloqueio contra o mosquito Aedes aegypti, transmissor de doenças como a Dengue, Zyka e Chicungunya. Agentes de endemias estão fazendo a aplicação, por meio de nebulizadores, de um produto químico específico para o extermínio dos mosquitos. A ação se estenderá durante o Carnaval.

Dez bairros já receberam a visita dos agentes. São eles: Cruzeiro, Boa Vista, Vila Rubens, Vila Isabel, Rebourgeon, Santa Luzia, Santa Terezinha, Jardim Eldorado, Novo Horizonte e Santa Rosa. Hoje, 20 de fevereiro, a aplicação acontece nos bairros Pinheirinho, Centro, BPS, Costa 2 e Medicina. Vale lembrar que as ações de bloqueio químico atendem às exigências do Ministério da Saúde, sendo realizadas exclusivamente em bairros já notificados com casos de Dengue.

COMO FUNCIONA
Antes da ação técnica, os agentes visitam os moradores para informar sobre a aplicação do produto nas ruas e no entorno das casas, orientando-os a recolher animais domésticos como cães, gatos e pássaros para o interior de suas residências, a fim de que a aplicação ocorra com segurança.

Os moradores também recebem orientações sobre como eliminar os possíveis focos do mosquito, uma vez que, em período de chuvas, é comum a incidência de focos domiciliares como vasos de plantas, pneus, garrafas, entre outros objetos.

AÇÕES DE COMBATE
Esta é mais uma ação da Prefeitura de Itajubá no combate intensivo ao Aedes aegypti na cidade. Desde o ano passado, mutirões de limpeza percorrem os bairros recolhendo entulhos e materiais inservíveis contaminados com larvas do mosquito. Mais de 20 toneladas de lixo já foram recolhidas em diversos bairros.

Outro projeto que compõe o cronograma de combate ao mosquito é a mobilização da população nas feiras livres, onde os agentes de saúde informam por meio de cartazes e folders sobre a forma adequada de combater os focos domiciliares. Ações educativas nas escolas também complementam as ações de combate ao Aedes aegypti.

Os comentários estão encerrados.