Dia do Patrimônio Histórico: Itajubá possui guia que retrata 20 patrimônios já tombados

Semana do Soldado será realizada nos dias 17 a 25 de agosto
agosto 14, 2019
Cemig informa locais em que haverá interrupção no fornecimento de energia para manutenção
agosto 19, 2019

Dia do Patrimônio Histórico: Itajubá possui guia que retrata 20 patrimônios já tombados

Print Friendly, PDF & Email

17 de agosto é o Dia Nacional do Patrimônio Histórico. Você sabe do que é Patrimônio Histórico?

O espírito incansável do historiador e jornalista mineiro Rodrigo Melo Franco de Andrade, como defensor do Patrimônio Cultural Brasileiro, provocou a criação do Dia Nacional do Patrimônio Histórico, comemorado desde 1998, quando o primeiro presidente do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) completaria 100 anos. Próximo de celebrar seus 80 anos de criação, em 2017, e já projetando os próximos 80 anos o Iphan possui uma importante e desafiadora missão: promover e coordenar o processo de preservação dos bens culturais do Brasil para fortalecer identidades, garantir o direito à memória e contribuir para o desenvolvimento socioeconômico do País.

Também estão sob a proteção do Iphan 38 bens culturais imateriais registrados, sendo nove celebrações, 15 formas de expressão, 11 saberes e três lugares. O Brasil tem ainda 25 bens na Lista do Patrimônio Mundial reconhecidos pela Unesco, sendo cinco imateriais e 20 culturais e naturais.

Itajubá

A Prefeitura  lançou, no ano de 2017, o lançou o Guia do Patrimônio Histórico de Itajubá, em parceria com o Conselho Deliberativo de Patrimônio Histórico e Artístico (CODPHAI). Neste Guia, são retratados 20 patrimônios culturais do município que já foram tombados. O objetivo de um guia neste formato é divulgar a riqueza patrimonial e cultural de Itajubá, resgatando as histórias. O conteúdo possibilita ao leitor um conhecimento mais profundo do município, proporcionando a consciência de que a história e a cultura são elementos dinâmicos e que dependem da ação de cada pessoa para que sejam preservados e sirvam de base para a construção do futuro.

Os patrimônios que constam no Guia são divididos de acordo com a tipologia: Arquitetura Civil, Arquitetura Ferroviária, Arquitetura Funerária, Arquitetura Oficial, Unidade de Conservação, Atividades Econômicas, Gastronomia, Manifestações Artísticas e Arquitetura Religiosa. Entre eles, estão imagens e informações da Casa do Presidente Wenceslau Braz, Prédio Central da Unifei, Palácio 26 de Fevereiro, a Estação Ferroviária, a Mulher de Bronze e seu Mausoléu, a Escola Estadual Cel. Carneiro Júnior, o Pastel de Milho, a Calçada da Fundição Dastre, o Retrato do padre Lourenço das Costa Moreira, entre outros.

 

Os comentários estão encerrados.