Momento do Servidor: Carolina Moreira fala sobre o Cardápio Escolar da Rede Municipal de Ensino

Projeto de Voleibol Resgatando Jovens participará da Liga Sul Mineira de Voleibol Masculino
julho 5, 2019
Rebourgeon Atlético Clube realiza a Taça Benedito Vieira Pinto de Fustal de Base 2019
julho 5, 2019

Momento do Servidor: Carolina Moreira fala sobre o Cardápio Escolar da Rede Municipal de Ensino

Print Friendly, PDF & Email

A busca da excelência nos processos de trabalho, a qualidade no atendimento ao cidadão e a valorização do servidor público municipal estão entre as premissas da atual Administração da Prefeitura de Itajubá. Para valorizar ainda mais o trabalho desses profissionais, a Prefeitura lançou o Momento do Servidor, que hoje apresenta Carolina Moreira, para falar sobre o Cardápio Escolar da Rede Municipal de Ensino.

O Cardápio Escolar é estruturado para atender a 7 mil alunos aproximadamente, de 21 escolas municipais, 13 creches municipais, 4 creches conveniadas e também da Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (APAE). A qualidade da alimentação nas Escolas Municipais beneficiam o crescimento dos alunos, o desenvolvimento biopsicossocial, a aprendizagem e o rendimento escolar. Além disso, favorece a formação de práticas alimentares saudáveis nos alunos por meio de ações de educação alimentar e nutricionais que supram as necessidades nutricionais durante o período letivo.

A nutricionista Carolina Moreira Vieira Carvalho coordena a área de Nutrição da Secretaria Municipal de Educação da Prefeitura de Itajubá desde 2001 e é a Responsável Técnica pela alimentação escolar da Rede Municipal de Ensino. Ela é graduada em Nutrição pela Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (UNIRIO) há 19 anos, especialista em Ciências Biológicas pela Universidade Federal de Ouro Preto (UFOP) e especialista em Docência do Ensino Superior pela Fundação de Ensino e Pesquisa de Itajubá (FEPI). Carolina também atua como professora de Nutrição no curso de graduação em Enfermagem da Faculdade Wenceslau Braz (FWB).

Ela ressalta que no ano letivo de 2018 o cardápio escolar foi selecionado pelo Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) como gestão positiva, pois ultrapassou o valor mínimo de 30% na compra da agricultura familiar, chegando a utilizar 40% dos recursos repassados pelo Governo Federal. O município de Itajubá é um dos poucos municípios que oferece alimentos orgânicos no Cardápio da Alimentação Escolar.

Como responsável técnico da Alimentação Escolar, Carolina assume as atividades de planejamento, coordenação, direção, supervisão e avaliação de todas as ações de alimentação e nutrição no âmbito escolar. ” Tenho muito amor na minha profissão e nas minhas as ações na Prefeitura de Itajubá. É gratificante ver as crianças felizes recebendo e aceitando uma alimentação saudável. Sou muito grata a toda equipe envolvida no processo de desenvolvimento da alimentação escolar: administrativa, logística e na elaboração das refeições. Há companheirismo, comprometimento, competência e muito carinho em todo trabalho. Sinto-me realizada profissionalmente”, disse Carolina.

Cardápio Escolar

O cardápio oferecido aos alunos das escolas municipais prioriza uma alimentação saudável e adequada, garantindo o atendimento das necessidades nutricionais dos alunos durante o período letivo, atuando como elemento pedagógico na educação alimentar. Ele é planejado semanalmente, para oferecer alimentos frescos, respeitando a sazonalidade da agricultura familiar local, e calculado para atender as ordens nutricionais exigidas na Lei Federal.

Os alimentos processados de baixo valor nutricional, ricos em açúcar, gordura e sal como os alimentos enlatados, embutidos, doces, frituras, preparações sem prontas ou prontas para o consumo, são proibidos nas escolas e creches municipais. E, além disso, no cardápio estão incluídos alimentos variados, regionais e orgânicos produzidos diretamente pela agricultura familiar, apoiando o desenvolvimento sustentável, e incentivando hábitos alimentares saudáveis.

A compra dos gêneros alimentícios é realizada através de licitação e aqueles que não atendem as especificações descritas no edital são desclassificados ainda durante o processo licitatório, ou seja, é importante descrever corretamente as características de cada alimento para fornecê-los aos alunos do município. Esta compra é feita anualmente, as instituições recebem os alimentos estocáveis a cada três meses e os alimentos perecíveis semanalmente.

Os comentários estão encerrados.